RSS

Fazenda Lagoa

21 jan

Quarteiroes da Vila Sao Simao

A Fazenda Lagoa foi a propriedade onde formou-se a cidade de Santa Rosa de Viterbo.

Era cortada pelo Córrego da Lagoa, que recebeu este nome por limitar a propriedade.

A Fazenda Lagoa, assim como várias fazendas da região, foi fundada por volta de 1810 pelo bandeirante Simão da Silva Teixeira, um sesmeiro que apossou-se das terras que vinha de Casa Branca até o Rio Pardo nas proximidades de Ribeirão Preto.

Futuramente, Simão fundaria um povoado que tornaria-se a cidade de São Simão, a mais antiga da região.

A Fazenda Lagoa fazia parte do Quarteirão do Ribeirão da Divisa, um conglomerado de nove fazendas fundadas por Simão, localizadas entre o Córrego das Águas Claras e o Rio Pardo.

As outras oito fazendas eram: Águas Claras, Caçador, Cachoeirinha, Fazenda da Família Ribeiro, Fazenda dos Pintos, Fazendinha, Monte Alto e Várzea – Monjolinho.

Em 1848 foi realizado o primeiro registro da fazenda, já pertencente a outros proprietários, Francisco Feliciano e “Sá” Chica.

Com o tempo, muitos condôminos se estabeleceram em torno do Pouso de “Sá” Chica, a casa do casal Feliciano, que localizava-se onde hoje existe o Asilo São Vicente de Paulo.

Esses condôminos construíram suas residências e loteavam pedaços de terras, onde surgiram novas casas que foram se alinhando às primeiras, formando um pequeno povoado.

Esse pequeno povoado passou a ser chamado de Bairro da Lagoa, por volta de 1880, e contava com 220 habitantes.

Depois de vender parte de suas terras aos condôminos, o casal Feliciano dou o restante das terras da Fazenda Lagoa à Igreja Católica para a construção de uma capela, que tornou-se a Igreja Matriz.

A construção da Igreja foi fundamental para o desenvolvimento da cidade. Além de controlar os registros do povoado, a Igreja Católica fazia doações de lotes de terrenos a pessoas interessadas em construir casas no povoado em torno da capela.

A Igreja Católica também doou terras (10 datas segundo ata da Igreja Matriz) destinadas à construção de uma estrada, chamada de Cajuru-Cerrado, que ligou o Bairro Lagoa à estação ferroviária Cerrado, em São Simão, proporcionando o crescimento urbano do povoado.

Em maio de 1883, o Bairro Lagoa foi elevado a Distrito Policial, e em 5 de agosto de 1896, a lei estadual nº. 434 elevou o Distrito Policial à categoria de Distrito de Paz, que passa a ser responsável pelos registros de nascimento e casamento, o que antes era uma atribuição da Igreja.

Em dezembro de 1906, o decreto de nº. 1.038 elevou o Distrito de Paz à categoria de vila, e  povoado adotou o nome de Vila Santa Rosa, homenagem a Santa Rosa de Viterbo, padroeira da Igreja construída nas terras doadas da Fazenda Lagoa.

Em 21 de dezembro de 1910, a Lei nº. 1.231 desmembrou o território do município de São Simão, a partir do Côrrego Águas Claras até o Rio Pardo, e criou o Município de Ibiquara, com sede na Vila Santa Rosa, que futuramente seria chamado de Santa Rosa de Viterbo.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de janeiro de 2014 em Geopolítica

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: